9ª edição do CASE, maior evento de empreendedorismo da américa latina, trouxe novidades para o ecossistema e discutiu as principais questões do empreendedorismo

23/11/22
|
Publicado por 
Redação Start

Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo reuniu os principais agentes de inovação do país, reforçou o protagonismo feminino no ecossistema e discutiu a necessidade de sair do Sudeste e descentralizar as articulações do ecossistema

Em seu retorno ao formato presencial, a 9ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), maior encontro de Startups e Empreendedorismo da América Latina, promovido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups), aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro finalizando o ano de eventos para o ecossistema de startups e trazendo as tendências para o próximo ano.

Ao todo, mais de 50 palestrantes falaram sobre os mais variados temas voltados ao universo das startups, inovação e empreendedorismo. Além disso, os participantes tiveram acesso a seis trilhas, separadas por área de conhecimento: Plenária Abrindo a Cabeça, Arenas Criando Inovação, Desenvolvendo Pessoas, Crescendo o Negócio, Gerando Valor e Preparando o Futuro.

A retomada do CASE em seu formato presencial marca o resgate do networking tradicional, com a participação de mais de 160 startups com estandes interativos, 10 mil participantes e um clima de reencontro. “Depois de 2 anos sem encontros presenciais, o Case 2022 foi um marco para o ecossistema, reunindo presencialmente os principais atores do ambiente de empreendedorismo tecnológico e de startups do país. Já estávamos com saudade dessa plataforma de conexões e geração de negócios que já se firma como principal evento do gênero na América Latina”, conta Felipe Matos, presidente da Abstartups.

O palco principal contou com a presença dos representantes da Abrão Filho Banking & Câmbio, Orbi Conecta, AWS, Banco BV e Sirius Educação, entre outros palestrantes, que levantaram temas como “A Origem e Evolução das Fintechs”, “A morte e a vida da inovação corporativa”,  e “O Futuro da Educação em Tecnologia”, entre outros temas.

No primeiro dia, a vice-presidente de startups da Zendesk, Kristen Durham, destacou o papel do Customer Experience (CX), prática que tem se consolidado no mercado corporativo focada em desenvolver processos e tecnologias exclusivamente para a satisfação do cliente.

Mais um CASE destacando o papel feminino no ecossistema

O debate sobre os espaços ocupados por mulheres se destacou em boa parte das arenas, com destaque para o painel “Mais mulheres, mais negócios”, o qual abriu a rodada de conversas no palco Desenvolvendo Pessoas. A dupla que guiou o painel é de peso: duas empreendedoras focadas no desenvolvimento de lideranças femininas  Bianca Levy, co-fundadora e COO na B2Mamy, socialtech focada em tornar mães e mulheres líderes e livres economicamente por meio de educação, pesquisa e comunidade, e a Jhenyffer Coutinho, fundadora de CEO da ‘Se Candidate, Mulher!’, HRtech que capacita mulheres para se candidatarem a vagas de trabalho, explicaram como a presença de mais mulheres no empreendedorismo pode estimular o crescimento do ecossistema de inovação de uma forma geral.

Além das arenas em busca de discussão de equidade de gênero no ecossistema, a Abstartups provou nesta edição que há um longo caminho a ser percorrido para solidificar a participação feminina no ecossistema. O encerramento foi marcado pelo anúncio da nova presidência da associação. Ingrid Barth assumirá a presidência da Abstartups a partir do dia 01 de janeiro de 2023. Ela é a primeira mulher, após 11 anos de associação, a assumir o cargo.

“Me sinto muito privilegiada e honrada em ter sido eleita presidente da Abstartups. Isso nos dará oportunidade de não apenas continuar o trabalho que estamos fazendo, mas também de dar um sinal claro que não apenas a associação, mas também o mercado, estão caminhando para um ambiente mais diverso. Ainda temos muitos desafios e projetos pela frente, mas estou muito otimista, porque sei que o Brasil está fazendo um trabalho excelente com relação ao empreendedorismo e ao ecossistema de inovação, que precisa ser continuado e amplamente divulgado no mundo. Agradeço a todos os associados, comunidade, ecossistema e demais atores a confiança e espero responder à altura.”, comenta Barth.

Além disso, a premiação anual mais importante do setor, o Startup Awards, mais uma vez, levou ao palco e deu o troféu a importantes mulheres que fazem o ecossistema acontecer. As vencedoras de quatro das quinze categorias foram: a head do maior portfólio de startups da América Latina Monnaliza Medeiros, a Startup Se Candidate, Mulher!, a Investidora-anjo Claudia Rosa e a jornalista Fernanda Santos do portal Startupi.

Descentralizando a inovação

Outro ponto focal de todas as discussões foi a necessidade de reforçar a consciência de que o ecossistema precisa perfurar as fronteiras da região Sudeste. Uma representação disso foi o anúncio StartupNE, em que soubemos detalhes sobre o convênio da Abstartups com o SEBRAE que tem como objetivo fortalecer o ecossistema e comunidades de startups locais, através de diversas iniciativas de incentivo, entre elas a realização de um evento na Região Nordeste em 2023. “Ao investirmos na criação de eventos capazes de gerar negócios entre startups fora do eixo Rio-SP estamos incentivando o aprendizado, desenvolvimento e trocas com startups de todo o Brasil.”, comenta Luiz Othero, diretor executivo da Abstartups.

Celso Athayde, CEO da Favela Holding, trouxe também a reflexão de que há mais uma fronteira a ser ultrapassada: o grande desafio de levar a linguagem do ecossistema para a periferia. De acordo com o executivo, o empreendedor da favela apenas não sabe, conceitualmente, que é empreendedor. Além disso, segundo ele, o “asfalto” precisa entender que favela significa potência e não carência.  

Sobre a Associação Brasileira de Startups

A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) promove o ecossistema brasileiro de startups, contribuindo com dados e desenvolvimento de startups através de programas inovadores sem fins lucrativos, existindo para construir o ambiente ideal para as startups transformarem o país. São mais de 7 mil associados que acreditam no trabalho da Abstartups. Ao longo dos seus 11 anos de existência, já realizou 150 eventos com mais de 180 mil empreendedores impactados.

Confira mais posts do Start